O amor
Й um falso brilhante
No dedo da debutante
O amor
Й um disparate.
Na mala do mascate
Macacos tocam tambor.
O amor
Й um mascarado:
A patada da fera
Na cara do domador.
O amor
Sempre foi o causador
Da queda da trapezista
Pelo motociclista
Do globo da morte.
O amor й de morte.
Faz a odalisca atear fogo аs vestes
E o dominу beber бgua-raz.
O amor й demais.
Me fez pintar os cabelos,
Me fez dobrar os joelhos,
Me faz tirar coelhos
Da cartola surrada da esperanзa.
O amor й uma crianзa.
E o mesmo diante da hora fatal
O amor
Me darб forзas
Pro grito de carnaval,
Pro canto do cisne,
Pra gargalhada final
Correct  |  Mail  |  Print  |  Vote

Falso Brilhante Lyrics

Nana Caymmi – Falso Brilhante Lyrics