Nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa nao tua
lena, lena (a culpa nao tua)
nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa nao tua (a culpa nao tua) a culpa nao tua
Nao acredites em tudo o que ves, lena
tu bem tentas mas sera que vale a pena
a vida ensinou-te a respeitar as leis da rua
a verdade nua e crua mas a culpa nao tua
o teu pai nunca foi pai a tua mae nao ta presente
nao te deixes enganar porque toda a gente mente
tu sabes bem olhas a volta nao ves ningum
nao ha amigos nesta vida quem te da 50 tira 100
quanto mais tentas sair mais aprisionada estas
boa entre pessoas mas tarde pra voltar a tras
acordas a pensar onde foi que erraste
o que fizeste sera que tudo nao passa dum teste
Lena, Lena
e tudo o que tu qerias era estudar desenhar
nao te vao parar enquanto conseguires sonhar
olha pro cu, ve o teu futuro na lua
minha amiga, a culpa nao tua
Lena,
nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa n tua
lena, lena (a culpa nao tua)
nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa nao tua (a culpa nao tua) a culpa nao tua
Que te passa Lena?
nao te deixes abater mantem-te serena
tens de encontrar uma saida para o teu dilema
tu iluminas qualquer sala quando entras em cena
desde que s pequena , lena
a unica coisa q o teu pai te deu foi a vida
e derrepente estas num beco sem saida
esqece o teu passado o caminho em frente
nao ah duvidas , tu sempre foste diferente
o mais importante pra ti sao os teus papels
tu consegues sempre tudo o qe tu qeres
as vezes o mais facil fugir e nao olhar pra tras
mas estudar , e procurar, um pouco de paz
e quando passas pelo Cuerpo de Vigo
lembras-te do teu pai e tudo o qe passo contigo
e nesta puta yoh, no ya amigos
e tentas esqecer todos os peliglos
nao vale a pena, a vida muito pequena
e na rua a lei do mais forte q reina
fica sabendo, o teu sorriso a tua riqueza
o meu conselho: divierte-t princesa
nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa n tua
lena, lena (a culpa nao tua)
nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa nao tua (a culpa nao tua) a culpa nao tua
yoh, aceita-te como s, lena nao te escondas
quero perguntar, mas se quiseres nao respondas
quantas vezes quiseste chorar, diz-me
quantas vezes quiseste fugir, diz-me, fala
quem te conhece viu-te crescer a beira-mar
tens um sonho que um dia has-de concretizar
trabalhas pra ti mesma, nao dependes de ninguem
nao tenhas medo, tudo ha-de acabar bem
nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa nao tua
lena, lena (a culpa nao tua)
nao acredites no que ves
segue o teu caminho como s
a culpa nao tua (a culpa nao tua) a culpa nao tua
Correct  |  Mail  |  Print  |  Vote

The Soul Lyrics

Incubus – The Soul Lyrics

Songwriters: EDOO, JAYANT / VAN KERCKHOVEN, PATRICK
The Soul lyrics © Universal Music Publishing Group

LyricFind
Lyrics term of use