Eu sou pobre,
Pobre, pobre.
Pobre de marré
Mas sou rico, rico, rico, rico de
Mulher
Eu sou pobre, pobre, pobre de
Marré de sí
Eu sou Mc Claudinho, sou
Buchecha estou aqui
Refrão
Olé, olá
Salgueiro vem com pira e a força
Vai chegar iê
Eu quero ver, abalar, sacudir a
Massa
Arrepiar
Agitar o mundo, Vamos navegar
O Salgueiro força e pira, ninguém
Pode parar
A curtição do Funk, cada vez
Melhor
A massa se reúne, em um motivo

Dançar a dança do cangurú e da
Cabeça
E dançar a dança da bundinha não
Se esqueça
Salgueiro, Força e Pira aplaudem
Essa emoção
De corpo e alma, na palma da
Mão
Levando as galeras a lutarem com
Firmeza
Pela paz nos bailes que curtir é
Uma beleza
As mulheres lindas que tem no
Brasil
Fonte de riqueza, quem provou já
Viu
Que não existe nada igualável no
País
Nem ouro nem a prata, faz o
Homem mais feliz
Refrão
Salgueiro
No jogo do pecado eu vou
Arrebentar
Nesse trem fantasma eu vou me
Acabar
E cada momento nesse dia eu
Lembrarei
Toda importância, eu vou me
Sentir um rei
Faz bem curtir a vida com a razão
De ser
Zoa na moral. Deixa o Funk te
Envolver
Por isso agora quero ver
Animação
Trazendo a alegria de viver com
Emoção
Refrão
Um homem consciente age
Sempre na moral
Com uma mina do lado, num
Clima divinal
É hora do funkeiro demonstrar o
Seu valor
Anunciar ao mundo a nobreza do
Amor
As galeras irão se unir diante do
Prazer
Solte essa riqueza que existe em
Você
A massa acha responsa quando
Encontra um negão
Zoando rebolando suado no salão
Neste exato momento me
Aproximo da razão
No escuro levo a paz como
Iluminação
Menina me envolve com o seu
Febril olhar
Balança teu corpinho no salão que
Eu vou passar
Refrão
Boassú, Boa vista, Young Flu
Vianna e Madama, Paiva, Trovão
Azul
Martins, Catarina, Jóquei, Arsenal
Cruzeiro, Pecado, Caçador,
Central
Responsas do outro lado que
Provocam
Eclosão
Irmãos lá da Mineira, Salgueiro é
Sangue bom
Galeras que agitam com união
Massa Funkeira arrebentação,
Oh yes
Correct  |  Mail  |  Print  |  Vote

Rap Do Salgueiro Lyrics

Claudinho E Buchecha – Rap Do Salgueiro Lyrics