Amou daquela vez
Como se fosse a ъltima
Beijou sua mulher
Como se fosse a ъltima
E cada filho seu
Como se fosse o ъnico
E atravessou a rua
Com seu passo tнmido
Subiu a construзгo
Como se fosse mбquina
Ergueu no patamar
Quatro paredes sуlidas
Tijolo com tijolo
Num desenho mбgico
Seus olhos embotados
De cimento e lбgrima
Sentou prб descansar
Como se fosse sбbado
Comeu feijгo com arroz
Como se fosse um prнncipe
Bebeu e soluзou
Como se fosse um nбufrago
Danзou e gargalhou
Como se ouvisse mъsica
E tropeзou no cйu
Como se fosse um bкbado
E flutuou no ar
Como se fosse um pбssaro
E se acabou no chгo
Feito um pacote flбcido
Agonizou no meio
Do passeio pъblico
Morreu na contramгo
Atrapalhando o trбfego...

Amou daquela vez
Como se fosse o ъltimo
Beijou sua mulher
Como se fosse a ъnica
E cada filho seu
Como se fosse o prуdigo
E atravessou a rua
Com seu passo bкbado
Subiu a construзгo
Como se fosse sуlido
Ergueu no patamar
Quatro paredes mбgicas
Tijolo com tijolo
Num desenho lуgico
Seus olhos embotados
De cimento e trбfego
Sentou prб descansar
Como se fosse um prнncipe
Comeu feijгo com arroz
Como se fosse o mбximo
Bebeu e soluзou
Como se fosse mбquina
Danзou e gargalhou
Como se fosse o prуximo
E tropeзou no cйu
Como se ouvisse mъsica
E flutuou no ar
Como se fosse sбbado
E se acabou no chгo
Feito um pacote tнmido
Agonizou no meio
Do passeio nбufrago
Morreu na contramгo
Atrapalhando o pъblico...

Amou daquela vez
Como se fosse mбquina
Beijou sua mulher
Como se fosse lуgico
Ergueu no patamar
Quatro paredes flбcidas
Sentou prб descansar
Como se fosse um pбssaro
E flutuou no ar
Como se fosse um prнncipe
E se acabou no chгo
Feito um pacote bкbado
Morreu na contra-mгo
Atrapalhando o sбbado...

Por esse pгo prб comer
Por esse chгo prб dormir
A certidгo prб nascer
E a concessгo prб sorrir
Por me deixar respirar
Por me deixar existir
Deus lhe pague...

Pela cachaзa de graзa
Que a gente tem que engolir
Pela fumaзa desgraзa
Que a gente tem que tossir
Pelo andaimes pingentes
Que a gente tem que cair
Deus lhe pague...

Pela mulher carpideira
Prб nos louvar e cuspir
E pelas moscas bixeiras
A nos beijar e cobrir
E pela paz derradeira
Que enfim vai nos redimir
Deus lhe pague
Correct  |  Mail  |  Print  |  Vote

Construcao Lyrics

Chico Buarque – Construcao Lyrics