Eu não estou disposto
A esquecer seu rosto de vez
E acho que é tão normal
Dizem que eu sou louco
Por eu ter um gosto assim
Gostar de quem não gosta de mim

Jogue suas mãos para o céus
E agradeça se acaso tiver
Alguém que você gostaria que
Estivesse sempre com você
Na rua, na chuva, na fazenda
Ou numa casinha de sapê
De sapê

(Jogue) jogue suas mãos para o céu
E agradeça se acaso tiver
Alguém que você gostaria que
Estivesse sempre com você
Na rua, na chuva, na fazenda
Ou numa casinha de sapê

Não estou disposto
A esquecer teu rosto de vez
E acho que é tão normal
Dizem que sou muito loco
Por eu ter um gosto assim
Gostar de quem não gosta

Jogue suas mãos para o céu
E agradeça se acaso tiver
Alguém que você gostaria que
Estivesse sempre com você
Na rua, na chuva, na fazenda
Ou numa casinha de sapê
De sapê

(Jogue) jogue suas mãos para o céu
E agradeça se acaso tiver
Alguém que você gostaria que
Estivesse sempre com você
Na rua, na chuva, na fazenda
Ou numa casinha de sapê
Ou numa casinha de sapê
De sapê
De sapê, de sapê (uh, uh, uh)
Correct  |  Mail  |  Print  |  Vote

Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda Lyrics

Jeito Moleque – Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda Lyrics

Songwriters: Hyldon Silva
Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda lyrics © Warner/Chappell Music, Inc.

LyricFind
Lyrics term of use