Parava no cafй quando eu lб estava
Na voz tinha o talento dos pedintes
Entre um cigarro e outro lб cravava
A bica, ao melhor dos seus ouvintes

As mгos e o olhar da mesma cor
Cinzenta como a roupa que trazia
Num gesto que podia ser de amor
Sorria, e ao partir agradecia

{Refrain:}
Sгo os loucos de Lisboa
Que nos fazem duvidar
A Terra gira ao contrбrio
E os rios nascem no mar

Um dia numa sala do quarteto
Passou um filme lб do hospital
Onde o esquecido filmado no gueto
Entrava como artista principal

Compramos a entrada p'ra sessгo
Pra ver tal personagem no йcran
O rosto maltratado era a razгo
Nгo aparecer pela manhг

{au Refrain}

Mudamos muita vez de calendбrio
Como o cafй mudou de freguesia
Deixamos de tributo a quem lб pбra
Um louco a fazer-lhe companhia

E sempre a mesma posse o mesmo olhar
De quem nгo mede os dias que vagueam
Sentado la continua a cravar
Beijinhos as meninas que passeiam.

{au Refrain}
Correct  |  Mail  |  Print  |  Vote

Loucos De Lisboa Lyrics

Ala Dos Namorados – Loucos De Lisboa Lyrics

Songwriters: JOAO MONGE, JOAO MANUEL GIL LOPES
Loucos De Lisboa lyrics © Sony/ATV Music Publishing LLC

LyricFind
Lyrics term of use