- Senhora de preto
Diga o que lhe di
Dor ou saudade
Que o peito lhe ri
O que tem, o que foi
O que di no peito?
- que o meu homem partiu
Disse-me na praia
Frente ao paredao
Tira a tua saia
Da-me a tua mao
O teu corpo, o teu mar
Teu andar, teu passo
Que vai sobre as ondas, vem
Pode algum ser quem nao?
Pode algum ser quem nao?
Pode algum ser quem nao?
Seja um bom agoiro
Ou seja um mau pressagio
Sonhei com o choro
De algum num naufragio
Nao tenho confianca
Ja cansa este esperar
Por uma carta em vao
Por ca me governo
Escreveu-me entao
Aqui quase Inverno
Ai quase Verao
Mes dabril, aguas mil
No Brasil tambm tem
Noites de S. Joao e mar
Pode algum ser quem nao?
Estranho no ventre
Ser de outro lugar
E tao confusamente
Ver desmoronar
Um a um sonhos saos
Duas maos
Passando da alegria ao desamor
Pode algum ser livre
Se outro algum nao
A algema dum outro
Serve-me no p
Nas duas maos,
Sonhos vaos, pesadelos
Diz-me:
Pode algum ser quem nao?
Correct  |  Mail  |  Print  |  Vote

Pode Alguém Ser Quem Não É Lyrics

Sérgio Godinho – Pode Alguém Ser Quem Não É Lyrics