Cingir meu corpo, esquecer a bigamia,
Um n em mim serei cireneu ao outro dia,
Herdei do mal a mal toda a virtude,
Mas perco tudo se me perco assim sera s,
Fazer a deus a vontade e ver que mesmo assim:
A febre nao para!
A fome nao para!
A sede nao para!
A gula nao para!
Tudo me enjoa, Tudo me irrita,
Ver-te bem no cimo desta afronta, vais ver quanto mais me excita,
Eu sofro de alalia. Sofremos de alalia.
Mas perco tudo se me perco assim sera s,
Fazer a deus a vontade e ver que mesmo assim:
A febre nao para!
A sede nao para!
A fome nao para!
A gula nao para!
Dizia o outro que isto s biologia.
Prometo o mundo noite,
E o fim vira de dia,
Resta pensar que sera por amor,
Mas perco tudo se me perco assim sera s,
Fazer a deus a vontade e ver que mesmo assim:
A febre nao para!
A sede nao para!
A fome nao para!
A gula nao para!
Hei hei, HEI HEI!
Foi nao que eu dou, Que eu dou tao.
Mas perco tudo se me perco assim sera s,
Mail  |  Print  |  Vote

Bigamia Lyrics

Ornatos Violeta – Bigamia Lyrics

Songwriters: PINHO DA CRUZ, MANUEL RIBEIRO PRATA, ALEXANDRO NUNO DONAS DE OLIVEIRA, ELISIO PAUL GOMES CARDOSO, PEDRO MIGUEL DA CUNHA SANTOS, PEDRO VIEIRA
Bigamia lyrics © Universal Music Publishing Group

LyricFind
Lyrics term of use